Edição do Dia

Maçonaria: ″Bases″ do GOL travam desconfinamento

Tal como em muitas empresas, onde o regresso do teletrabalho às sedes está a enfrentar resistências, também no Grande Oriente Lusitano (GOL, a mais antiga obediência maçónica em Portugal) a ordem geral de desconfinamento teve dos “irmãos” uma resposta negativa. Por causa disso, o grão-mestre, Fernando Lima, emitiu nova diretiva, reconhecendo que a “normalidade constitucional” na obediência está suspensa (pelo …

Maçonaria: ″Bases″ do GOL travam desconfinamento Ler Mais »

Surto no IPO de Lisboa colocou mais de 70 profissionais em quarentena preventiva

O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa contabiliza, desde o início da pandemia até esta semana, 103 casos positivos à covid-19. Ao todo, são 47 profissionais, 16 prestadores de serviço externos e 40 doentes. A este número há ainda a associar mais 70 que se encontram em quarentena preventiva desde o surto no serviço de hematologia. Uma situação que …

Surto no IPO de Lisboa colocou mais de 70 profissionais em quarentena preventiva Ler Mais »

Maçonaria: ″Bases″ do GOL travam desconfinamento

Tal como em muitas empresas, onde o regresso do teletrabalho às sedes está a enfrentar resistências, também no Grande Oriente Lusitano (GOL, a mais antiga obediência maçónica em Portugal) a ordem geral de desconfinamento teve dos “irmãos” uma resposta negativa. Por causa disso, o grão-mestre, Fernando Lima, emitiu nova diretiva, reconhecendo que a “normalidade constitucional” na obediência está suspensa (pelo …

Maçonaria: ″Bases″ do GOL travam desconfinamento Ler Mais »

Covid-19. ″O próximo inverno será a grande prova de fogo″

Meio ano depois de ter surgido na China, a covid-19 não dá sinais de abrandamento. A pandemia está instalada, continua a propagar-se a grande velocidade e as únicas armas por enquanto disponíveis no combate ao SARS-CoV-2, que mais não fazem do que travar o contágio, continuam a ser o distanciamento social, as máscaras, a lavagem frequente das mãos e a …

Covid-19. ″O próximo inverno será a grande prova de fogo″ Ler Mais »

Como se vive na única freguesia de Lisboa em estado de calamidade

Alberto Jesus vende gelados artesanais no Largo das Galinheiras há 60 anos. A pandemia tirou-lhe clientes no início, agora os clientes estão a regressar. “Está tudo normal”, diz. E à pergunta “sabe que Santa Clara continua em estado de calamidade?” responde: “Sei, mas ninguém me disse o que mudou.” Os habitantes da freguesia criticam só ter sabido pelos media que …

Como se vive na única freguesia de Lisboa em estado de calamidade Ler Mais »

″Sabia que estava viva quando ouvia o bip do termómetro. Era a isso que me agarrava″

Paula e João foram dos primeiros doentes com covid a entrar no Hospital Curry Cabral. Ele a 13 março, ficou 22 dias. Ela a 15, e por 68 dias. No dia 16, ambos foram para os cuidados intensivos. Ficaram lado a lado, sem saberem. O amor deles é assim, “unidos na saúde e na doença”, brincam. Ali, João esteve dez …

″Sabia que estava viva quando ouvia o bip do termómetro. Era a isso que me agarrava″ Ler Mais »

″Sabia que estava viva quando ouvia o bip do termómetro. Era a isso que me agarrava″

Paula e João foram dos primeiros doentes com covid a entrar no Hospital Curry Cabral. Ele a 13 março, ficou 22 dias. Ela a 15, e por 68 dias. No dia 16, ambos foram para os cuidados intensivos. Ficaram lado a lado, sem saberem. O amor deles é assim, “unidos na saúde e na doença”, brincam. Ali, João esteve dez …

″Sabia que estava viva quando ouvia o bip do termómetro. Era a isso que me agarrava″ Ler Mais »

Como se vive na única freguesia de Lisboa em estado de calamidade

Alberto Jesus vende gelados artesanais no Largo das Galinheiras há 60 anos. A pandemia tirou-lhe clientes no início, agora estão a regressar. “Está tudo normal”, diz. E à pergunta “sabe que Santa Clara continua em estado de calamidade?” responde: “Sei, mas ninguém me disse o que mudou.” Os habitantes da freguesia criticam só ter sabido pelos media que era ali …

Como se vive na única freguesia de Lisboa em estado de calamidade Ler Mais »

Grande Lisboa. Importante, urgente ou prioritária?

Todos nós aprendemos a distinguir o que é importante, o que é urgente (ou não) e o que é prioritário. Quando fazemos uma to do list temos (ou devemos ter) estas classificações atribuídas às várias tarefas que temos pela frente, no nosso dia-a-dia e no planeamento para o médio e longo prazo. Este método deve fazer parte da boa gestão …

Grande Lisboa. Importante, urgente ou prioritária? Ler Mais »

Perder o medo e perder a mão

Numa rápida ida ao mercado para comprar peixe, um casal de idosos – de máscara, mas com o nariz de fora – demorou a aperceber-se da minha dança. À espera de vez, fui-me afastando para a direita ou para a esquerda, a cada aproximação, tentando manter a distância de segurança. Ao fim de uns minutos, quando a senhora finalmente se …

Perder o medo e perder a mão Ler Mais »

Verão em tempos de pandemia

Todas as doenças têm variáveis e imponderáveis. O próprio sistema imunitário varia de indivíduo para indivíduo e, também por isso, há sempre algo de particular e característico na reação a uma patologia e na interação do doente com o contexto da doença. Isto é válido também para o surto, a epidemia e a pandemia, sendo certo que a diferença é …

Verão em tempos de pandemia Ler Mais »

Putinismo asfixianteAo longo destes penosos meses de pandemia, a Rússia tem merecido pouca atenção mediática, sem aparente justificação. Os números são alarmantes, mesmo que Putin venda um suposto controlo sobre a crise. O pior é que tenta exportar essa ilusão, criando mais uma pressão sobre as democracias europeias. Não a compremos.

Putinismo asfixianteAo longo destes penosos meses de pandemia, a Rússia tem merecido pouca atenção mediática, sem aparente justificação. Os números são alarmantes, mesmo que Putin venda um suposto controlo sobre a crise. O pior é que tenta exportar essa ilusão, criando mais uma pressão sobre as democracias europeias. Não a compremos. Veja o original no DN

América Latina: do recorde de infeções no Brasil aos exemplos positivos de Uruguai e Paraguai

Enquanto a Europa desconfina e se adapta a um novo “normal”, apesar dos temores de uma segunda vaga da epidemia, o coronavírus continua a sua progressão exponencial na América Latina e no Caribe, onde já se registaram mais de 100 mil mortes, mais da metade das quais no Brasil. Desde o mês passado o número de casos triplicou neste subcontinente, …

América Latina: do recorde de infeções no Brasil aos exemplos positivos de Uruguai e Paraguai Ler Mais »

Um país a três velocidades. Saiba o que decidiu o Governo

Face ao crescimento do número de infetados com covid-19 em concelhos da área metropolitana de Lisboa, o Governo decidiu medidas especiais para 19 freguesias, envolvendo os concelhos da Amadora, Odivelas, Sintra, Loures e Lisboa. Estas freguesias mantém-se em situação de calamidade; já na Área Metropolitana de Lisboa o estado de prontidão “baixa” para estado de contingência. O resto do país …

Um país a três velocidades. Saiba o que decidiu o Governo Ler Mais »

Scroll to Top